4 Competências para ser um ótimo comunicador

28 de mar - Sem categoria - POR Ana Kelly Martinez

Em um mundo onde a rapidez de informações impera é importante expressar ideias de maneira de não tome muito tempo, basta um movimento do dedo no celular, surge algo novo para ler, ouvir ou assistir. A tecnologia é fantástica mas exige que estejamos preparados para transitar em mundos diferentes a todo momento.

Uma coisa é certa, estamos mudando nossa maneira de comunicar com o mundo e com as pessoas a nossa volta, para que estejamos mais presentes nessa grande transformação, quero te convidar a pensar sobre a competência comunicativa. Ela é automatizada na nossa mente e na estrutura de uso da linguagem humana e social.

Nesse artigo apresento 4 competências comunicativas que todo falante possui, pois afinal das contas precisamos vender produtos, serviços e ideias para um número muito maior de pessoas.

Continue lendo para saber mais!

Mas afinal o que é competência comunicativa?

Hoje em dia falamos com uma diversidade de pessoas. Além disso, temos que estar antenados em assuntos que muitas vezes não somos especialistas mas precisamos pelo menos ter uma noção, a web está ai para nos ajudar.

Nos próximos parágrafos, vamos conhecer as competências que compõem o uso da linguagem e saber como podemos melhorar cada uma delas. Continue lendo!

 A competência comunicativa pode ser definida como o conhecimento funcional intuitivo e o controle dos princípios de uso da linguagem, essa definição é dada por Hymes, onde analisa:

“...uma criança normal adquire conhecimento de frases não apenas como gramatical, mas também conforme apropriado. Ele ou ela adquire competência sobre quando falar, quando não, e sobre o que falar com quem, quando, onde, de que maneira. Em suma, uma criança torna-se capaz de realizar um repertório de atos de fala, participar de eventos de fala e avaliar a sua realização por outros.” Hymes, 1972,277

Quando estamos realizando contato com outra pessoas estão realizando uma ação neurológica muito grande para transmitir tudo que desejamos através da linguagem. Usamos as 4 competências comunicativas em conjunto, somos hábeis de maneira diferente em cada uma delas. Há pessoas que são muito competentes no aspectos linguístico nas nem tanto no estratégico.

Estas competências se caracterizam como:

  1. Competência linguística: é tudo que normatiza o código da língua falada e escrita, ou seja, gramática e vocabulário. O componente gramatical inclui o conhecimento dos sons e sua pronúncia – a fonética, as regras que regem a interação e padronização do som – fonologia, a formação das palavras – a morfologia, a combinação das palavras e frases – sintaxe e a forma como o significado das palavras é transmitido – semântica.

Imagine a seguinte situação: Você tem um enorme problema que requer que pague um valor muito alto para o governo, essa situação está lhe tirando o sono. Para resolver, você vai até o departamento do governo para negociar, chegando lá se depara com o responsável pelo setor que irá resolver o seu problema. Só tem um detalhe, quando ele começa a explicar a situação, você observa que não consegui entender o sentido de tudo que ele está falando, é tudo muito confuso e ainda ele pronuncia algumas palavras omitindo alguns sons no final da palavra.

Você talvez não se sentirá seguro que o seu problema estará resolvido depois desta reunião. A história demonstra o quanto a competência linguística pode gerar segurança ou desconfiança.

Será que você já não encontrou alguém confuso para construir uma frase?

  • Competência sociolinguística: são as regras socioculturais de uso. Depende diretamente da configuração da comunicação, contextos e pessoas envolvidas. Identificar as caraterísticas culturais, envolve o conhecimento da relação comunicativa envolvida.

Imagine a seguinte situação: Você é diretor de uma empresa e coordena reuniões todas as semanas. Todos os seus colaboradores se sentem muito bem trabalhando em sua empresa, buscam sempre trazer sugestões e melhorias nas reuniões.

Quando somos hábeis com a competência sociolinguística conseguimos fazer com que um número muito maior de pessoas sigam nossas ideias. Certamente você conseguirá ser mais organizado em sua expressão e assim estará desenvolvendo a próxima competência.

  • Competência discursiva: é saber como combinar estruturas de linguagem em contextos orais e escritos de maneira coerente e coeso em diferentes tipos. Trata de organizar as palavras, frases, criar conversas, discursos, artigos e muitos mais.

Imagine a seguinte situação: Você recebe um telefonema de um tele operador de Call Center. Ele inicia a conversa perguntando se você está bem e colocando rapidamente uma necessidade que você pode ter naquele momento. O que acontece? Você presta atenção nele, simplesmente porque usou frases que chamaram sua atenção no início do diálogo, ele apresentou rapidamente uma necessidade sua e foi direto ao ponto.

É preciso saber manusear bem as palavras para estabelecer um discurso convincente e fazer com que o ouvinte ouça o que tem a dizer. Assim, fale sempre sobre coisas que você conhece, desta forma conseguirá seguir com a próxima competência.

  • Competência estratégica: é a capacidade de reconhecer e reparar falhas de comunicação antes, durante ou após a emissão.

Imagine a seguinte situação: quando o ouvinte não entende uma determinada palavras o falante busca parafrasear a palavra para facilitar a compreensão do que está sendo dito. O falante aqui estuda e planeja como será a interação entre os envolvidos no processo comunicativo.

Viu como essas competências são utilizadas no dia a dia.

Agora vou lhe sugerir como desenvolver cada uma delas:

Agora você vai aprender como treinar essas competências

Durante o dia estamos o tempo todo em contato com outras pessoas, logo podemos estimular as 4 competências comunicativas de maneira simples, basta estarmos mais atentos aos seguintes aspectos:

Para competência linguística procure:

  • Ter um bom vocabulário;
  • Leia mais;
  • Procure falar mais pausado.

Para competência sociolinguística procure:

  • Ter habilidade de ouvir;
  • Ser compenetrado;
  • Ser empático.

Para competência discursiva procure:        

  • Ser congruente;
  • Transitar por diversos assuntos e saber colocar sua opinião mesmo que não seja tão profunda tecnicamente;
  • Saber dizer e como dizer;
  • Ser um bom argumentador com clareza e objetividade.

Para competência estratégica procure:      

  • Saber ler as informações subliminares do interlocutor;
  • Expressar-se com harmonia;
  • Ser um bom argumentador com clareza e objetividade;
  • Realizar um bom levantamento da situação que irá viver.

Assim, procure fazer algumas dessas ações para estimular sua competência comunicativa e se tornar um grande comunicador.

Se você gostou e tem alguma dúvida ou sugestão, deixe para mim nos comentários.

Obrigada por ter ficado comigo até agora.

Abraço.

Ana Kelly Martinez

Compartilhe

Comentários

Comente